52 fatos sobre alisamento para ser fera no assunto

Reunimos todos os questionamentos sobre esta temática, tão recorrente no dia a dia do salão e na cabeça da clientela para zerar suas incertezas


Reunimos todos os questionamentos sobre alisamento, temática tão recorrente no seu dia a dia e na cabeça da clientela para zerar suas incertezas. Aqui, abordamos tudo sobre hidróxidos, tioglicólicos, compatibilidades, cuidados e até home care. Tudo para você atingir o alisamento perfeito sem ficar com cara de dúvida se a sua cliente pedir para você explicar o processo.

Alisamento com Hidróxidos

Conheça profundamente essa família de substâncias queridinhas das cacheadas que querem um look mais liso e saudável.

1. QUAIS SÃO OS HIDRÓXIDOS DISPONÍVEIS NO MERCADO?
Sódio, magnésio, lítio e guanidina, que, na realidade, é cálcio unido ao carbonato de guanidina. Antigamente, havia também o de potássio, mas já não é fabricado por nenhuma empresa.

2. TODOS SÃO COMPATÍVEIS?
Sim, como todos eles são hidróxidos, se dão bem, mesmo de marcas diferentes.

3. COMO AGEM?
Tanto o sódio quanto o lítio reagem no cabelo da seguinte forma: a força é determinada pela concentração de íons do agente. “Se for alta, o ativo rompe as ligações de dissulfeto, removendo os átomos de enxofre delas”, afirma Alisson Lima, cabeleireiro e consultor pedagógico do Instituto Embelleze. Essas ligações estão localizadas entre dois aminoácidos chamados cistina, um dos 18 que formam a fibra capilar e representam 36% da composição da queratina, além de responder pela resistência e pela forma do fio.

4. E A GUANIDINA?
Contém dois componentes que são misturados: o hidróxido de cálcio mais o carbonato de guanidina. “Ela age como os outros, porém, caso seus componentes não sejam combinados corretamente, não farão efeito”, revela Alisson.

5. EXISTE DIFERENÇA NESSA FAMÍLIA?
“Somente na força de ação no cabelo, que deve ser avaliado de acordo com sua estrutura atual, sendo cada um deles indicado para um tipo”, diz a farmacêutica Manoela Almeida, supervisora da ECosmetics.

6. O QUE DIFERE O SÓDIO DO LÍTIO?
Ao contrário dos outros, o sódio é mais agressivo, por isso usa-se apenas em fios resistentes. Por ter fórmula engessada, não permite adicionar ativos que melhorem seu desempenho. O lítio também não é versátil, sua força depende da proposta do fabricante, geralmente sua ação é mais lenta do que o sódio.

7. NO QUE A GUANIDINA SE DIFERE DO RESTANTE DA FAMÍLIA?
Ela é a mais usada. Por ter moléculas maiores, tem ação mais lenta do que as outras bases. “Podemos graduar a sua força para chegarmos ao resultado desejado”, diz Alisson. Além disso, sua formulação pode conter ativos que tratam o fio, como manteiga de karité, queratina hidrolisada e extrato de aloe vera.

8. QUAL DELES É INDICADO PARA CABELOS GROSSOS?
É difícil saber com exatidão. O sódio pode chegar ao pH 13,5, ou seja, oferece maior grau de desestruturação, indicado para esse tipo de fio.

9. QUAL É O MELHOR PARA OS FINOS?
“É muito relativo, pois exige teste de mecha antes de definir. Porém, os mais usados são o lítio e a guanidina, dependendo da formulação de cada marca”, fala Alisson. Saiba que o pH pode ser a partir de 9, e os produtos são criados em várias versões, como os de força suave para madeixas finas.

10. CABELOS CAUCASIANOS PODEM SER ALISADOS COM OS HIDRÓXIDOS?
Não é indicado, entretanto, os grossos podem ser alisados com todos, com avaliação prévia.

11. CABELOS DESCOLORIDOS E HIDRÓXIDOS COMBINAM?
Nem pensar. Em contato com o agente, esse tipo de fio pode sofrer afinamento, perda de elasticidade, abertura das cutículas e até quebra química. O mesmo vale para uma cabeleira escura previamente descolorida.

12. PODE-SE ALISAR CABELOS COLORIDOS COM ESSA FAMÍLIA?
Amônia e hidróxido são incompatíveis e há chances de grandes danos. Portanto, se a coloração da cliente contiver amônia, não opte por esse agente. Para colorir, o mais indicado é o tonalizante. Mas se ela insistir na permanente, tente oxidante de até 20 volumes. Ainda assim, faça um teste de mecha.

13. O ALISAMENTO PODE ALTERAR A COR DAS MADEIXAS?
Sim, o desbotamento pode alcançar de dois até três tons, além de danificar a fibra. Dependendo da porosidade e da resistência da cabeleira, ela também pode ficar opaca.

14. É PRECISO NEUTRALIZAR?
“A neutralização é necessária para toda a família e isso deve ser feito por meio da retirada do produto com água e a utilização do Shampoo Indicador”, ensina Manoela. Segundo a farmacêutica, o uso do neutralizante é indicado para evitar a calcificação do fio e repor os nutrientes perdidos no processo químico.

15. QUAL DELES É MAIS INDICADO PARA RELAXAMENTO?
A ação lenta da guanidina a torna candidata ideal, pois os outros agem rapidamente no fio. O resultado depende do tipo de cabelo, da porosidade e do tempo de ação, cujo limite máximo, apesar de variar conforme o fabricante, não passa de 25 minutos.

Fonte: revistacabelos.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário